07 outubro 2011

Filosofia: Quatro Tipos de Oposição

A Filosofia nunca foi agressiva. A sua moderação, contudo, não nos faculta dar um pouco de razão a todos.

Para auxiliar o nosso raciocínio, lembremo-nos dos quatro tipos de oposição, expostos por Aristóteles:
  • 1) A correlação, na qual os opostos relacionam-se um com o outro, como, por exemplo, entre o duplo e a metade;
  • 2) A contrariedade, na qual existe entre os opostos uma via de meio, com entre o branco e o preto;
  • 3) A relação entre possessão e privação, na qual se destaca a falta de algo que deveria estar ali, como, por exemplo, entre a visão e a cegueira;
  • 4) A contradição, na qual toda a via de meio é excluída, como, por exemplo, entre uma afirmação e uma negação.
Como bem se sabe, a posição de Aristóteles consistia em privilegiar a contrariedade em relação aos demais tipos de oposição.

Uma concepção mais enérgica do conflito é aquela proposta por Plotino e Agostinho, para quem a oposição maior é entre o bem, concebido como ser, e o mal concebido como ausência.

Fonte: PERNIOLA, Mario. Contra a Comunicação. Tradução de Luisa Raboline. Rio Grande do Sul: Unisinos, 2006. (página 56)

Nenhum comentário: