21 julho 2015

Poderes Psíquicos e Método Científico

Jean Alan Appleman, especialista em Direito Criminal, demonstra o cuidado profissional pelos fatos. Para ele, o ceticismo inteligente ajuda a pesquisa científica, pois a experiência de algo que não nos pode iludir, leva-nos à veracidade da coisa estudada.

Aplica, em seus estudos, o método utilizado como advogado criminalista: pesquisa da verdade e o exame de todas as informações sob todos os ângulos possíveis para descobrir-lhe os "pontos fracos", que são os subsídios para a sua defesa ou confirmação do crime.

Em seu livro, Poderes Psíquicos e Imortalidade, tenta desvendar o cérebro físico buscando informações dos especialistas em cirurgia cerebral, bem como as de clínicas especializadas no tratamento de pessoas portadoras de doenças cerebrais. Acha que, em qualquer área de pesquisas, é importante avaliar todas as informações razoavelmente acessíveis. O livro está recheado de notas sobre os assuntos tratados em cada capítulo.

Foram muitos anos de pesquisa e de cuidada leitura de livros de natureza médica, psicológica e especulativa. Fez muitas viagens e diversas entrevistas com médicos, psicólogos e antropólogos, além do estudo de pessoas comuns e de maníacas.

Eis um exemplo a ser seguido: não quis simplesmente expressar a sua opinião, mas construir o seu conhecimento sobre fatos e estudos científicos. 


Fonte de Consulta

APPLEMAN, John Alan. Poderes Psíquicos e Imortalidade. Tradução de M. P. Moreira Filho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.



Nenhum comentário: