08 outubro 2014

Pensamento Evolutivo

"O conhecimento por si só é uma coisa abstrata. Ele só tem valor quando é repassado aos outros."

A base do pensamento evolutivo começou há centenas e centenas de anos. No início dos tempos, as especulações eram míticas. Exemplo: um trovão era interpretado como a fúria dos deuses. Conhecimento mítico é o conhecimento que não é racional, mas o ser humano precisa dele, pois tem necessidade de dar uma resposta à sua curiosidade.

Nos séculos VI e VII a.C., os gregos descobriram a filosofia, que é o uso racional do conhecimento. O que fizeram do conhecido mítico até então acumulado? Houve uma compartilhação entre o racional e o mítico. Aos poucos, foi-se substituindo o conhecimento mítico pelo racional.

Antes o conhecimento era global: tudo fazia parte da filosofia. Com o passar do tempo, esses conhecimentos se especializaram e se tornaram ciência. A Psicologia, por exemplo, é uma das ciências mais recentes a se desprender do tronco comum da filosofia. Uma questão para refletir: a especialização da especialização do saber não faz o ser humano perder a noção do todo? 

O conhecimento do senso comum. O homem tem necessidade de resolver os seus problemas; resolve-os através de erros e acertos, mas não sabe o por quê. Fica na superfície; não se aventura a buscar a essência. Exemplo: um chá caseiro cura um resfriado. A pessoa sabe que cura, mas não tem informações científicas sobre aquela erva. Outro exemplo: viajar de avião é perigoso. Um engenheiro de aviação pode nos mostrar que é mais seguro do que andar a pé pela cidade. 

O conhecimento científico, ao contrário do conhecimento do senso comum, é um conhecimento que vai à busca das causas, das leis e da essência dos fenômenos. Os seus princípios são: 

  • Transcende aos fatos - tem que descobrir a essência. 
  • Exatidão e clareza - todos podem fazer uso do conhecimento. 
  • Deve ser comunicável - sem comunicação não se torna conhecimento. 
  • Deve ser verificável - o que descobri no meu quarto pode ser feito em qualquer lugar do mundo.
  • Fazer predições - descoberta uma lei, pode-se prever o que acontecerá.
  • É aberto - uma verdade científica de hoje pode ser uma mentira amanhã. 

Fonte de Consulta




Nenhum comentário: