07 novembro 2018

Mente Rígida e Autocrítica

Mente rígidaAs pessoas de mente rígida resistem em mudar seus comportamentos, crenças e opiniões, mesmo que os fatos demonstrem que estão erradas.Mente líquida. As pessoas de mente líquida são apáticas, deixam escapar, tomam a forma do recipiente que a contém. Mente flexível. As pessoas de mente flexível são abertas, aceitam a controvérsia, não se prendem aos modismos e têm opinião própria. Autocrítica. Examinar as próprias crenças e valores e descobrir, se houver, o absurdo na nossa maneira de pensar.

Em se tratando da mente flexível, em que as pessoas não têm medo da controvérsia e costumam duvidar de si mesmas, podemos apontar três princípios básicos: 1.º, exceção à regra. A perseverança não pode se tornar fanatismo; 2.º, caminho do meio. Devemos, nesse caso, fazer uso constante da observação e da autoavaliação; 3.º, pluralismo. O correto, aqui, é acatar a verdade, venha de onde vier.

Neste estudo de alguns aspectos relevantes de nossa mente, não podemos nos esquecer dos ismos que nos levam ao atraso: dogmatismo, fundamentalismo e obscurantismo. No dogmatismo, consideramo-nos o dono da verdade; no fundamentalismo, as nossas verdades não são discutíveis; no obscurantismo, achamos que a difusão da informação é perigosa para os interesses pessoais e grupais.

A mente rígida tem íntima relação com a solenidade: o riso é proibido. Observe algumas conferências sérias que nos levam ao mito da intelectualidade. Dá-se a impressão que é profunda, quando, na realidade, é sobejamente superficial. Piada: "Os dentes da minha mulher são como as pérolas... escassos".

O preconceito é um empecilho para a mente flexível. Eles podem ser comparados a um monstro de três cabeças: 1. Um estereótipo infundado; 2. Um sentimento de medo e hostilidade; 3. Um sentimento descriminatório.

No filme A lista de Schlinder, uma prisioneira do campo de concentração chama a atenção do coronel alemão de plantão sobre um erro que está sendo cometido numa construção. O nazista pergunta como sabe tanto sobre o tema e ela responde que é engenheira. O coronel agradece a ajuda e imediatamente manda matá-la. E acrescenta: "Não podemos deixar que eles tenham razão; é melhor eliminar os inteligentes... Mas façamos o que ela sugeriu".

Frases extraídas do livro consultado:

"Nada pode nascer do nada." (Ex nihilo, nihil fit). [Lucrécio]
"Se a ciência demonstrar de maneira irrefutável a falsidade de alguma doutrina budista, esta deve ser mudada como consequência." [Dalai Lama]
"Não há nada mais perigoso do que uma ideia quando for a única que tivermos." [?]
"Não importa quão alto seja o seu trono; você sempre estará sentado sobre o próprio traseiro." (Michel de Montaigne)
"Quem estiver livre de preconceitos que atire a primeira pedra." [Norberto Bobbio]
"Sapere aude!" (Tenha coragem de usar o próprio entendimento) [Kant]
"A potência intelectual de um homem é medida pela dose de humor que for capaz de utilizar." [Nietzsche]
"A persistência de um costume está ordinariamente em relação direta com o absurdo do mesmo." [Marcel Proust]
"O preconceito é o filho da ignorância." [William Hazlitt]
"Não há maior pecado que o da estupidez." [Oscar Wilde]
"Não tente impor a autoridade quando só se trata de razão." [Voltaire]

Fonte de Consulta

RISO, Walter. A Arte de Ser Flexível: de uma mente rígida a uma mente livre e aberta à mudança. Tradução de Marcelo Barbão. Porto Alegre, RS: L&PM, 2018.

Nenhum comentário: