30 dezembro 2009

Problemas Filosóficos

Problema filosófico é a proposição de uma questão para a defesa de uma tese. Ubaldo Nicola, no livro Antologia Ilustrada da Filosofia, descortina-nos 200 problemas e as suas respectivas teses. Eis algumas questões levantadas.

Qual é a tarefa da filosofia? A verdade pode ser ensinada?
No que consiste o trabalho do filósofo? Qual é o processo de investigação mais adequado pra alcançar a verdade?
Que relação existe entre teologia e filosofia?
Como se deve pensar em Deus?
O que se pode afirmar da divindade?
Como conciliar a eternidade de Deus com a finitude temporal do mundo?
Se Deus é eterno não é lógico que o mundo também o seja? Senão, o que fazia Deus antes de criar o Mundo? É imaginável um Deus inativo?
O que se pode afirmar de Deus?
A existência de Deus pode ser provada por meio de um raciocínio lógico?
Pode-se distinguir o verdadeiro conhecimento da opinião? Em que condições se pode alcançar a verdade?
Existe uma verdade não opinável? No que consiste o conhecimento humano?
Qual é a estrutura do Universo?
Qual a origem do mundo? Existe um princípio primordial (arché) do qual tudo deriva?
Qual é a lei que governa o mundo? Em que consiste o pensamento?
O que é a alma? É imortal? O que confere vida ao animal, separando dele no momento da morte?
Para que vale a pena viver? A morte do corpo implica o fim definitivo do indivíduo? Existe vida depois da morte?
O que é o amor?
O amor é positivo mesmo quando se manifesta como paixão, enamoramento, desejo sexual?
Por que existe uma atração sexual entre pessoas do mesmo sexo?
Por que os homens desejam conhecer?
Em que consiste a inteligência?
Quais são os pressupostos de toda pesquisa científica?
Em que consiste a virtude? Existe uma regra geral do comportamento?
Como se deve viver?
Qual o melhor modo para ordenar a própria vida? Em que consiste a felicidade? É bom termos muitos desejos?
Qual deve ser o critério condutor do comportamento humano?
É possível viver sem sofrer? O que torna o homem sempre inquieto e insatisfeito?
Se Deus é bom, quem criou o mal?
Onde nasce a tendência dos homens a praticar o mal? Por que se praticam ações maldosas em propósito e sem utilidade?

NICOLA, Ubaldo. Antologia Ilustrada de Filosofia: das Origens à Idade Moderna. Tradução de Maria Margherita De Luca. São Paulo: Globo, 2005.

Nenhum comentário: