27 fevereiro 2009

Do Fato à Teoria

O ser humano, em face da variedade dos fatos, viu-se obrigado a dar-lhes uma ordem, um nexo, uma explicação. Para tanto, precisou relacionar, abstrair, comparar e analisar.

Fato. O fato não se define, intui-se. A palavra fato vem do latim factum, que significa feito, ato, coisa ou ação feita, acontecimento. O fato é aquilo que se nos apresenta aqui e agora. Um homem está estendido no chão. Eis o fato. Deste fato, emergem muitas teorias, muitas explicações. Foi assassinado? Caiu do andaime? Desmaiou? Para cada pergunta, a teoria subjacente.

Relação. Etimologicamente, o termo relação vem do verbo fero, cujo particípio passado dá latum (fero, tulo, latum, ferre). A partícula re em latim tem o sentido de movimento, de volta, de retrocesso, de repetição também. Re-latus, indicaria, o relato, fazer uma relação, narrar alguma coisa. Relatio é a relação, o que se relata, a narrativa. Relação é o pôr-se ou o estar de uma coisa levada a outra, ou que está em face de outra.

Todas as coisas estão em relação umas com as outras. Algumas se relacionam acidentalmente, enquanto outras essencialmente. Observe a relação entre professor e aluno. Quando o professor marca o aluno com um sinal positivo, este o acompanha pelo resto de sua vida. Lembremo-nos de algumas entrevistas de pessoas ilustres. Em suas respostas, sempre enaltecem os ensinamentos e os exemplos morais de seus primeiros professores.

Comparação. Quando nos relacionamos, pomo-nos um em par do outro, emparelhando-nos. Esse emparelhamento permite-nos fazer uma com-par-açao, uma comparação. Em verdade, todas as coisas estão em par das outras, mas a ação de realizar a comparação exige um ser inteligente, que capte as semelhanças e as diferenças Captar as diferenças e semelhanças dos fatos, das relações, é a função da razão. A razão, por seu turno, vem do livro de contabilidade, chamado razão, no qual se generalizam e se classificam os títulos.

Abstração. Ao lado do saber empírico, há o saber discursivo, especulativo. Abstração vem do latim abs...trahere, que significa pôr de lado. A palavra concreto significa o que cresce junto. Abstrair é separar mentalmente o que cresce junto. Suponha que queiramos estudar uma determinada árvore. Ela está num campo, rodeada de outras árvores, terra e de seres humanos. Para entendê-la, temos de separá-la mentalmente de tudo o mais. Depois, teremos de devolvê-la ao seu habitat.

Teoria. A teoria tem a raiz grega Theos, que significa Deus, aquele que vê. Teoria quer dizer visão. E como os gregos, quando iam às suas festas religiosas, faziam longas filas, e podiam ser vistas à distância, ou seja, ter delas uma visão, deram-lhe o nome de theoria. As filas tinham também um nexo, tendiam para os templos. Daí, a teoria ser um conjunto de raciocínios, que dão nexo, fundados em fatos ou suposições.

A Filosofia é um saber especulativo, teórico, separado do saber empírico. É um saber que se basta a si mesmo, por isso desinteressado, teórico.

Fonte de Consulta

SANTOS, M. F. dos. Convite à Filosofia e à História da Filosofia. 6.ed., São Paulo: Logos, s.d.p.


Nenhum comentário: